Qual é a Carência de Plano de Saúde Para Cirurgia?

Contratar um plano de saúde pode facilitar muito a sua vida, principalmente nos momentos em que nos deparamos com doenças mais graves.

Porém, se afiliar a um convênio sem antes buscar algumas informações acerca do contrato, pode causar certas dúvidas e até dores de cabeça.

E uma dessas desvantagens do plano, que pega muita gente desprevenida, é a carência do plano de saúde.

Carência de Plano de Saúde

Após a contratação do plano, o convênio organiza os serviços, para lhe atender sem grandes transtornos. Esse tempo de para te encaixar é o chamado de carência do plano de saúde.

É basicamente uma estratégia organizacional. Pois se todos os conveniados tiverem que fazer uma cirurgia, não terá sala, materiais, ou profissionais para atendê-los. Ou seja, seria igual ao SUS.

Pois isso eles tem esse tempo pré-determinado por lei, para melhor te atender. E esse tempo varia dependendo de qual especialidade você usará.

Por exemplo, o uso de emergência a carência do plano de saúde pode ser de até 24 horas, diferente do parto que pode alcançar dez meses de carência.

Tempo de Carência de Plano de Saúde Para Cirurgias?

Tempo de Carência de Plano de Saúde

Como dito antes, o beneficiário terá que esperar um período que deverá estar claramente expresso no contrato. Após esse tempo, todos os serviços podem ser utilizados normalmente, de acordo com que o seu plano cobre.

O tempo de carência para o caso de cirurgias, exames, internações e consultas são de até 180 dias. Porém o plano pode ofertar reduções desse período.

Para emergência e atendimento de urgência, você poderá usar o plano em até 24 horas, já para partos, a carência é de no máximo 300 dias.

Casos Onde Pode Haver a Redução ou Anulação do Período de Carência.

 Existem possibilidades onde o contratante pode solicitar a redução desse tempo de espera sem cobrança de taxas.

Quando você migra de um convênio para outro, após ter passado dois anos, pode anular o tempo de carência do novo contrato.

Quando o plano é por empresas que fecharam contrato com o número superior a trinta funcionários. Nesse caso a carência pode ser reduzida ou anulada.

E em casos de promoções desenvolvidas pelo próprio plano de saúde, onde é ofertado o período reduzido ou cancelado de carência.

Há casos que podem aumentar o seu tempo de carência. No caso de lesão, ou doenças já existentes antes da contratação e de conhecimento do contratante, o plano pode aumentar a carência do plano de saúde para até 24 meses.

Pode ao invés de somente aumentar o tempo de espera, reduzir os usos os serviços prestados, por exemplo, não fazendo internações em UTI ou CTI, além de não poder fazer cirurgias decorrentes dessas doenças ou lesão existente.

Se você quiser anular a carência você pode optar por pagar taxas que reduzem a carência ou simplesmente anulam.

Carência de Plano de Saúde em Caso de Cirurgias de Emergência

Em casos onde há carência para atendimento cirúrgico, mas é uma situação de emergência, o tempo de espera muda.

O prazo para urgência e emergências é de 24 horas, nesse caso a cirurgia entra nesse período. Porém esse fato deve ser deixado bem claro, com o parecer de um especialista. Pois pode haver impedimentos por parte da clinica.

Concluindo

 Ter um plano de saúde é uma ótima maneira de estar preparado para os acasos da vida, protegendo a sua integridade física e de sua família.

Contudo, antes da contratação se faz necessário consultar um corretor de plano de saúde, pois ele irá te orientar sobre os detalhes que geralmente passam despercebidos.

Agora que você já conhece as carências, não deixe de questionar antes de se afiliar a um plano de saúde.

Aproveite para ver também um outro post que fizemos aqui no blog falando sobre: Plano de Saúde Sem Carência ou Com Carência Reduzida?

Carência de Plano de Saúde