Plano de saúde para gestantes: Tudo que você precisa saber!

Plano de saúde para gestantes

Plano de saúde para gestantes: Tudo que você precisa saber

A gravidez é um momento único na vida, muitas vezes acompanhado de momentos inesquecíveis com a família e amigos ansiosos pelo nascimento de um novo membro da família. A prioridade deve ser dada ao período de gestação. 

Primeiramente, é importante saber que existem diferentes segmentos no seguro saúde, como Hospitais, incluindo internações hospitalares, ambulância, consulta e inspeção. A obstetrícia inclui assistência pré-natal, obstetrícia e procedimentos relacionados ao período pós-natal. 

Veja como contratar um plano de saúde para Gestante

Se você deseja engravidar, deve escolher as taxas hospitalares com serviços de maternidade. Essa modalidade inclui atendimento obstétrico e neonatal, bem como atendimento ambulatorial e hospitalar. 

No entanto, existem alguns fatores a serem considerados ao procurar  um plano de assistência obstétrica. A primeira é saber se a gravidez é planejada. Porque esse fato afeta (principalmente!) os benefícios que se aplicam tanto à mãe quanto ao bebê. 

Antes da Gravidez 

Se você está grávida ou planeja engravidar, fazer um seguro de saúde é a melhor opção neste momento. Dessa forma, todos os serviços devem estar inclusos no seu plano de maternidade, garantindo a assistência desde o pré-natal até o final da gravidez, sem se preocupar com consultas ou exames.

Ter seguro garante o direito da operadora de arcar com os custos do parto. Isso porque, de acordo com a lei, a carência para esse tipo de procedimento pode ser de até 300 dias.

Gestantes 

Conforme explicamos, o ideal é ter um seguro saúde antes de engravidar para aproveitar 100% dos benefícios. Isso ocorre porque o operador determina o período de carência. 

A quantidade de tempo que você tem que esperar para que um plano seja atendido  em um procedimento específico. 

Em determinadas circunstâncias, o período de carência pode ser de seis meses. O operador costuma demorar até 300 dias para a entrega. 

No entanto, se você já estiver grávida, existem outros serviços que não exigem uma carência tão longa, mesmo que o parto ou alguns exames não possam ser realizados pela sua operadora de saúde. 

Inscrevendo seu bebê no seguro de saúde 

Para registrar seu bebê no plano de saúde, você deve registrar seu filho dentro de 30 dias após o nascimento. Solicitar a admissão ao operador e apresentar a certidão de nascimento do recém-nascido.

Este é um dos documentos necessários para o registro e é um processo relativamente fácil e rápido.

Os planos de saúde podem ter algumas variações em relação aos serviços prestados ao bebê. Na maioria dos casos, a assistência pós-parto é garantida, abrangendo exames como ultrassonografias, exames de sangue e urina. 

Médicos e Hospitais 

Outro ponto importante diz respeito à equipe médica e ao hospital selecionado para acompanhar a gestação até o  parto. 

Caso a operadora não faça parte da rede de atendimento do plano, vale lembrar que ela é obrigada a cobrir os custos apenas em casos de emergências e emergências.

Verifique se você está incluído na rede da sua operadora de saúde. Caso não estejam incluídos, os custos devem ser suportados pelo beneficiário.

 Uma sugestão para quem deseja planejar uma gravidez é planejar com 10 meses de antecedência e começar a tentar engravidar 2 meses após a conclusão do planejamento. 

Assim você pode escolher o melhor plano que vai te ajudar nessa jornada, não apenas médicos, maternidades e hospitais.

Preços de Planos de Saúde RJ 2020